12 de ago de 2014

Lago de patos

| |
Nessas férias, eu tropecei em vários livros amoitados por ai. Li bastante pra compensar os tempos de aula e vamo que vamo!
E um desses livros que estive lendo se destacou. Ah, e como se destacou? Com os meus óculos, já que não enxergo muito bem. (Mas chega de trocadilhos, porque trocadilho é coisa do capiroto).

Indo direto ao ponto, o livro que quero lhes falar um cadin é O Oceano no Fim do Caminho (The Ocean at the End of the Lane), de Neil Gaiman.
E como descrever essa obra de arte? Bem, misture um pouco de mel com leite e acrescente folhas de hortelã e pronto: relembre sua infância. Basicamente isto.
Só que o básico se mistura com um misticismo fantástico que, de princípio acreditamos que seja imaginação do personagem principal, mas não. Parece tão real e ao mesmo tempo verídico, culpa do Neil que possui uma narrativa muito boa e fluente, fazendo com que não nos preocupemos de onde aquela magia esteja vindo, mas sim que ela esteja lá.

Prepare um lugar aconchegante, prepare uma bebida quente e doce e por fim relaxe e voe para o mundo da infância que muita gente deixa de lado quando cresce...

http://www.uncanny.ch/2013/08/26/goodreads/


Uma última coisa a acrescentar: obrigado Neil (já somos íntimos) por me lembrar dos bons tempos de quando eu era criança...



Um comentário:

Deixe sua opinião aqui, mas não se esqueça da sua educação!
Deixe o link do seu blog, que eu retribuo a visita!
Beijinhos
ATT. Tuane Tagava