27 de jan de 2012

My...

| |

Meu amor, hoje estou tão perdida, estou tão desesperada. Na verdade eu sempre fui uma confusão, nunca soube o que queria, né? Eu tenho essa mania, aliás, sou cheia delas. Cada uma mais irritante e patética que a outra. Tenho essa vontade de dizer tantas coisas, tenho tantos eu te amos guardados para você. Medos agarrados em mim, cheio deles. Eu sempre fui essa criança boba né? Sempre fui cheia de incógnitas. Eu nunca soube o que queria, sempre tive essa duvida, e optava entre as duas opções, medo de uma ser melhor que a outra e acabar me arrependendo. Sempre fui assim, me escondendo atrás dos meus textos, em vez de ser direta sobre o que sinto e penso sobre toda essa babaquice. Sou uma medrosa nata, estamos concordados? Sabe quantas vezes eu me seguro para não te chamar de “meu”: meu anjo, meu amor, meu querido… Quem dera.Não sei que palavras são essas, meus sentimentos estão saindo para fora sem eu a menos notar, esta tudo ficando claro ou mais confuso? Caramba, minha cabeça não para de girar, o que é tudo isso? Deveria ser uma carta, concreta e especifica… Então, qual o motivo de tal desvio de sentimentos? Espera. Ok. Fazer está pergunta para mim mesma não ajuda… Bem, lá vamos nós tentar novamente; Amor, querido, anjo; sem “meus”, o que tenho de tão especial para seu coração bater tão forte por mim? Eu sempre fui dessas que achava que não tinha motivos para ser a tal, bem eu sou dessas. Não sou linda, não tenho o corpo esbelto, não sou gente boa, pelo contrario, sou seca, arrogante, grossa, irritante e muito chata. Me vejo tão amarga, tão gelada. Como pode se apaixonar por isso? Ah meu amor. Você é demais para mim, de verdade, não mereço 1% desse amor que tenta me entregar. Viu né? Não aguentei e lhe chamei de meu… Eu tenho tanto medo de aceitar este coraçãozinho tão lindo, é muita responsabilidade cuidar dele. Eu queria, mas não posso. Ele deveria ser entregue a outra, uma que você tenha certeza que não ira magoa-lo, que não irá quebra-lo novamente. Não tenha tantas certeza que eu sou a certa, aliás não me viu completamente apaixonada, você ia se cansar tão fácil de mim… Talvez eu seja boba demais, por me diminuir tanto diante do teu amor, mas é que eu não consigo me conforma que exista alguém capaz de gostar de mim, chega a ser bizarro. Não. Não estou menosprezando seu amor, se bem que aparenta isto. 
Querido, nunca ouviu estas histórias sobre mim? Nunca ouviu o que dizem? Tem certeza que foi por essa garota que se apaixonou? Acho que não tu não tem o conhecimento de nenhuma delas, peço que considere meu pedido, e guarde seu coração para alguém que não vá machuca-lo. Eu vou superar meu amor por você. E se eu não conseguir, fazer o que já fiz tantas dores parte de mim, que mais uma não ia incomodar. Por fim, até. Depois de ouvir todas estas historias sobre mim, ficará aliviado de não ter me entregado este teu coração. Acho que é só isso… Espero que se cuide e… Eu Te Amo, é egoísta da minha parte dizer-te isso. Mas Eu Te Amo, mesmo eu, não podendo aceitar o teu amor. 

             Clara B


Meu amor, hoje estou tão perdida, estou tão desesperada. Na verdade eu sempre fui uma confusão, nunca soube o que queria, né? Eu tenho essa mania, aliás, sou cheia delas. Cada uma mais irritante e patética que a outra. Tenho essa vontade de dizer tantas coisas, tenho tantos eu te amos guardados para você. Medos agarrados em mim, cheio deles. Eu sempre fui essa criança boba né? Sempre fui cheia de incógnitas. Eu nunca soube o que queria, sempre tive essa duvida, e optava entre as duas opções, medo de uma ser melhor que a outra e acabar me arrependendo. Sempre fui assim, me escondendo atrás dos meus textos, em vez de ser direta sobre o que sinto e penso sobre toda essa babaquice. Sou uma medrosa nata, estamos concordados? Sabe quantas vezes eu me seguro para não te chamar de “meu”: meu anjo, meu amor, meu querido… Quem dera.

Não sei que palavras são essas, meus sentimentos estão saindo para fora sem eu a menos notar, esta tudo ficando claro ou mais confuso? Caramba, minha cabeça não para de girar, o que é tudo isso? Deveria ser uma carta, concreta e especifica… Então, qual o motivo de tal desvio de sentimentos? Espera. Ok. Fazer está pergunta para mim mesma não ajuda… Bem, lá vamos nós tentar novamente; Amor, querido, anjo; sem “meus”, o que tenho de tão especial para seu coração bater tão forte por mim? Eu sempre fui dessas que achava que não tinha motivos para ser a tal, bem eu sou dessas. Não sou linda, não tenho o corpo esbelto, não sou gente boa, pelo contrario, sou seca, arrogante, grossa, irritante e muito chata. Me vejo tão amarga, tão gelada. Como pode se apaixonar por isso? Ah meu amor. Você é demais para mim, de verdade, não mereço 1% desse amor que tenta me entregar. Viu né? Não aguentei e lhe chamei de meu… Eu tenho tanto medo de aceitar este coraçãozinho tão lindo, é muita responsabilidade cuidar dele. Eu queria, mas não posso. Ele deveria ser entregue a outra, uma que você tenha certeza que não ira magoa-lo, que não irá quebra-lo novamente. Não tenha tantas certeza que eu sou a certa, aliás não me viu completamente apaixonada, você ia se cansar tão fácil de mim… Talvez eu seja boba demais, por me diminuir tanto diante do teu amor, mas é que eu não consigo me conforma que exista alguém capaz de gostar de mim, chega a ser bizarro. Não. Não estou menosprezando seu amor, se bem que aparenta isto.
Querido, nunca ouviu estas histórias sobre mim? Nunca ouviu o que dizem? Tem certeza que foi por essa garota que se apaixonou? Acho que não tu não tem o conhecimento de nenhuma delas, peço que considere meu pedido, e guarde seu coração para alguém que não vá machuca-lo. Eu vou superar meu amor por você. E se eu não conseguir, fazer o que já fiz tantas dores parte de mim, que mais uma não ia incomodar. Por fim, até. Depois de ouvir todas estas historias sobre mim, ficará aliviado de não ter me entregado este teu coração. Acho que é só isso… Espero que se cuide e… Eu Te Amo, é egoísta da minha parte dizer-te isso. Mas Eu Te Amo, mesmo eu, não podendo aceitar o teu amor. 
             Clara B

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe sua opinião aqui, mas não se esqueça da sua educação!
Deixe o link do seu blog, que eu retribuo a visita!
Beijinhos
ATT. Tuane Tagava